Não categorizado

Afinal, porque o Fiat Argo voltou a vender tanto? Saiba aqui!

Fiat Argo

O Fiat Argo é um dos principais hatches compactos do mercado. Lançado em 2017, o modelo da montadora italiana busca ser uma opção para aquelas pessoas que precisam de um carro econômico. E nos últimos meses, ele vem se destacando no mercado e atingiu as primeiras posições do ranking de emplacamentos. No último mês de outubro, por exemplo, ele foi o mais vendido do Brasil.

A Fiat sempre fez sucesso com seus carros mais populares. Isso começou na década de 1970, quando o 147 foi lançado. Depois, vieram o Uno (e sua versão Mille) e o Palio. Já nos últimos cinco anos, quem vem sendo um dos protagonistas da marca é o Argo. Este modelo chegou para substituir o Palio e o Punto (outro grande veículo da Fiat). E parece que ele conquistou um espaço no coração dos brasileiros.

Ele sempre teve um bom volume de vendas. Em 2020, foram 65.937 unidades vendidas. Já no ano anterior (2019), 79 mil unidades. E parece que ele vai seguir o mesmo caminho neste ano de 2021. De acordo com o último levantamento da Fenabrave, o carro já teve 73.795 unidades vendidas até o momento. Ou seja, existe a possibilidade do carro superar o número atingido no fechamento do ano de 2019.

Fiat Argo
O Fiat Argo foi o carro mais vendido do Brasil em Outubro e é o 2º no acumulado do ano (Foto: Divulgação/Stellantis/Fiat)

O Fiat Argo foi o carro mais vendido do Brasil em Outubro e é o 2º no acumulado do ano; saiba mais

No mês passado, ele terminou mais uma vez como o mais vendido dentre todos os carros comercializados por aqui. Foram 8.381 unidades emplacadas. Desbancando a Fiat Strada (o carro mais vendido no acumulado) e o Hyundai HB20. Aliás, nos últimos meses ele vem travando uma batalha com o compacto sul-coreano. Em setembro, por exemplo, o HB20 foi o carro mais vendido (7.147 unidades) e o Argo fechou na sexta posição com 4.911 unidades da (quarta posição, se consideramos apenas os automóveis de passeio).

Já em agosto, o Fiat Argo terminou na primeira posição (7.711 unidades) e o HB20, no segundo lugar (6.795 unidades). Sem falar que antes disso, o carro da Fiat já tinha sido o automóvel de passeio em três meses seguidos (maio, junho e julho). Hoje, no acumulado (entre os automóveis de passeio), quem lidera é o italiano e o sul-coreano é o segundo. Mas como pode explicar esta escalada no número de vendas?

Fiat Argo
Foto: Divulgação/Stellantis/Fiat

Crise de semicondutores

A crise de semicondutores pode ter sido uma das razões. A falta de peças vem atingindo diversas fabricas de automóveis em todo o mundo. Aqui no Brasil, uma das mais afetadas foi a planta que fabrica o Chevrolet Onix, localizada na cidade de Gravataí-RS. O modelo compacto ficou muitos meses parados. Mesmo tendo que parar por alguns dias neste ano, a Fiat conseguiu driblar e vem conseguindo se manter na liderança do mercado.

“Na América do Sul entregamos um primeiro semestre muito positivo para a corporação. Nosso trabalho é mostrar desempenho melhor que os outros para manter a região em posição estratégica e não faltar componentes. Conseguimos administrar a falta de semicondutores com flexibilidade industrial e a criatividade da nossa equipe de 1.100 engenheiros. Quem é mais eficiente neste momento ganha mercado, mas o que garante nossa liderança é o plano comercial que traçamos há três anos, ainda como FCA”, disse Antonio Filosa, presidente da Stellantis na América do Sul, em entrevista recente ao site especializado Automotive Business.

Atributos do modelo

Fiat Argo
Foto: Divulgação/Stellantis/Fiat

O Fiat Argo tem alguns bons atributos que podem agradar várias pessoas. O porta-malas, por exemplo, tem capacidade para 300 litros. Ou seja, um dos maiores da categoria. Por outro lado, o entre-eixos de 2.521 mm é um dos menores.  Na linha 2022, ele está sendo vendido em três motorizações diferentes:

  • 1.0 Flex = R$ 68.490
  • Drive 1.0 Flex = R$ 73.490
  • Drive 1.3 S-Design = R$ 78.990
  • Trekking 1.3 Flex = R$ 78.990
  • Trekking 1.8 Flex = R$ 93.290
  • HGT 1.8 automático Flex = R$ 94.890

Leia também: Tudo sobre o Fiat Mobi, Ficha Técnica, Preços e Mais!

 

Foto: Divulgação/Stellantis/Fiat

Versão de entrada do Argo é um dos carros mais baratos do Brasil

Sua versão de entrada é um dos carros mais baratos do Brasil. Ele está equipado com o motor 1.0 Firefly 6V Flex, que pode gerar uma potência de 77 cv e torque de 10,9 kgfm. O câmbio é o manual de cinco velocidades. Ainda é possível encontrar modelos equipados com o motor 1.3 Firefly (potência de 109 cv e torque de 14,2 kgfm) e com o 1.8  E.torQ (potência de 139 cv e torque de 19,3 kgfm). Neste último, é possível encontrar a transmissão automática de seis velocidades.

Sem falar que existe uma versão esportiva e outra aventureira. Outro bom atributo deste modelo é o consumo. Segundo o Inmetro, o Argo mais barato pode fazer 13,5 km/l (gasolina) e 9,4 km/l (etanol) na cidade. Já em trechos de estrada, ele pode rodar 15 km/l (gasolina) e 10,5 km/l (etanol).

Foto: Divulgação/Stellantis/Fiat

Por fim, o carro também oferece alguns itens de série interessante. Na versão Drive 1.0, você já encontrará a central multimídia UCONNECT de sete polegadas. Você ainda encontrará ao longo das versões os faróis de neblina, controle de estabilidade, ar-condicionado digital, sensor de estacionamento e entre outros.

Pedro Giordan

Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.

O post Afinal, porque o Fiat Argo voltou a vender tanto? Saiba aqui! apareceu primeiro em GARAGEM 360.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?