Não categorizado

Entenda como a paralisação na Toyota prejudicará vendas do Corolla

Toyota Corolla agora sai de fábrica sem a central multimídia

O Toyota Corolla terá as vendas comprometidas. Isso porque através de novo comunicado publicado ontem, dia 14, a Toyota anunciou um novo prazo de paralisação de sua fábrica em Indaiatuba, interior de São Paulo, onde o sedã é produzido. Entre os próximos dias 13 e 22 de outubro, a montadora suspenderá as atividades. Entenda como isso impactará nas vendas do Corolla.

Toyota Corolla pode ter a vendas comprometidas
Toyota Corolla é o modelo mais vendido da marca (Foto: Divulgação)

Toyota anuncia nova paralisação para a fábrica de Indaiatuba

A Toyota comunicou no último dia 14, a paralisação da sua fábrica em Indaiatuba, interior de São Paulo. O motivo é a alta na escassez de semicondutores, que por sua vez, tiveram produção interrompida devido a pandemia causada pelo covid- 19.

A montadora ainda afirma que durante o período anunciado, os colaboradores do polo industrial, entrarão em férias coletivas. Além disso, as demais unidades de fabricação da marca em São Bernardo do Campo, Porto Feliz e Sorocaba, manterão as atividades normalmente. Veja o comunicado na íntegra:

“A Toyota do Brasil informa que realizará nova suspensão temporária da produção em sua fábrica de Indaiatuba, onde o Corolla sedã é produzido, entre os dias 13 e 22 de outubro de 2021.

Apesar de todos os esforços que temos realizado ao longo do tempo para gerenciar a falta de insumos que afeta a cadeia de suprimentos global, provocada pela pandemia de Covid-19, uma nova parada é inevitável.

Os colaboradores afetados pela paralisação entrarão em férias coletivas neste período, com o retorno às atividades programado para o dia 25 de outubro. As demais unidades da Toyota no Brasil, localizadas em São Bernardo do Campo, Porto Feliz e Sorocaba, permanecem com suas atividades normais.”

Toyota Corolla
Toyota Corolla (Foto: Divulgação)

Aproveite e veja: Nissan Kicks 2022, Preços, Ficha Técnica e Mais!

Como a paralisação impacta nas vendas do Corolla

Como somente a fábrica de Indaiatuba sofrerá com a nova paralisação, apenas a produção do Toyota Corolla será atingida. No acumulado do ano, o sedã já emplacou 28.181 unidades durante os meses de 2021. Somente em agosto, o veículo emplacou 4.354 unidades, sendo registrado o melhor mês do ano até então.

Dessa forma, o Corolla se posiciona na 15º posição dos veículos mais vendidos do país ao longo do ano. Em seu segmento de sedã médio, o mesmo com todas as dificuldades, o Toyota Corolla permanece como líder da categoria.

O segundo lugar pertence ao Honda Civic, que ao longo de 2021 emplacou cerca de 12.116 unidades. A diferença entre ambos é de 16.016 unidades, mais do que a Honda conseguiu emplacar com o Civic.

A marca vem tentando contornar a situação da escassez de componentes automotivos. A última delas foi a decisão de entregar o sedã sem a central de multimídia de fábrica. A peça agora será distribuída ao Corolla Cross, SUV derivado do sedã. Agora, a Wings, parceira da Toyota, está responsável pela produção e instalação da peça no Corolla.

O Toyota Corolla Cross foi lançado em março e já se consagra como o segundo SUV médio mais vendido da categoria. De março a agosto, o SUV emplacou 20.171 unidades. Somente em agosto, foram emplacadas 4.789 unidades, o mesmo é produzido em Sorocaba, interior de São Paulo.

Toyota Corolla pode ter as vendas comprometidas
Central de multimídia do Toyota Corolla (Foto: Divulgação)

 

Nicole Santana

Nicole SantanaJornalista e especialista em comunicação empresarial, com bagagem de mais de três anos atuando ativamente no setor automotivo, e premiada em 2016 por melhor reportagem jornalística através do concurso da Auto Informe.

O post Entenda como a paralisação na Toyota prejudicará vendas do Corolla apareceu primeiro em GARAGEM 360.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?