Não categorizado

Etanol e gasolina registram os preços mais altos desde janeiro, diz IPTL

etanol e gasolina tem os preços mais altos do ano

De acordo com o levantamento mais recente do Índice de Preços Ticket Log (IPTL), no comparativo com a menor média do ano, o etanol subiu 43%. Enquanto isso, a gasolina ficou 30% mais cara – o preço médio de setembro foi de R$ 6,260. Veja os números em detalhes!

Locais mais baratos nas capitais brasileiras
Foto: Pixabay

Etanol e gasolina registram os preços mais altos desde janeiro

Vale ressaltar que o preço médio do etanol liderou as maiores altas ao considerarmos todos os tipos de combustíveis no fechamento de setembro. De acordo com o IPTL, o etanol registra alta de 4,11%, no comparativo de setembro com m agosto. Assim, o combustível registrou a média de R$ 5,388 em setembro.

Enquanto isso, a gasolina avançou 2,31% no mesmo período. Assim, alcançando preço médio de R$ 6,260 – dois meses após ultrapassar, pela primeira vez, R$ 6,00. Ao compararmos a gasolina com janeiro – quando o fechamento foi de R$ 4,816 – a diferença é de 30%.

Pelo quarto mês consecutivo, o etanol apresenta médias acima de R$ 5,00  e neste fechamento de mês liderou a maior alta entre todos os combustíveis. Quando analisamos o comparativo com o primeiro mês do ano, o aumento no preço do etanol foi de 43%”, destaca Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

preço da gasolina tem alta de 30% sobre janeiro
Foto: Divulgação

Veja também: Tudo sobre o VW Gol 2022, um dos carros mais econômicos do Brasil!

Por regiões

Da mesma forma que em em agosto, setembro foi de aumento no preço médio da gasolina em todo o País. Por exemplo, a alta mais expressiva foi no Sul (2,71%). A gasolina nessa região foi comercializada a R$ R$ 6,072.

Já na região Centro-Oeste o maior valor médio registrado nos postos em setembro foi de R$ 6,373.

Enquanto isso o Rio Grande do Norte foi o estado a apresentar a maior alta para a gasolina, com avanço de 5,98%. No caso o preço médio foi de R$ 6,572.

Em relação ao etanol, a Região Norte que apresentou a maior alta: de 6% – no preço médio, no comparativo com agosto. O menor acréscimo ocorreu no Nordeste, de 2,56%. Por outro lado o Nordeste ainda concentra o valor mais caro do litro nacional: R$ 5,560.

O Distrito Federal liderou a maior alta no País para o etanol. Nesse caso, com avanço de 8,88% e o litro comercializado a R$ 5,726. Em agosto a média ficou em R$ 5,259.

Gasolina e Etanol por Estados

Por estados, o Rio de Janeiro é o líder da gasolina mais cara do Brasil, a R$ 6,675: aumento de 2,31% em comparação com agosto. Já o Amapá tem o menor valor médio: R$ 5,610, com aumento de 1,80%. Porém, nenhum estado teve redução no preço da gasolina no período.

Indo para o etanol, o maior preço médio do período, R$ 6,132, foi registrado no Rio Grande do Sul. Neste caso, um aumento de 3,79% comparando setembro com agosto.

São Paulo segue como o líder do ranking do menor valor para o etanol: R$ 4,524. Mas, o combustível aumentou no estado paulista em 5,70%. Também como a gasolina, o etanol não registrou baixa em todo território nacional.

gasolina está mais cara
(Foto: Marcello Casal jr / Agência Brasil)
Erica Franco

Erica FrancoJornalista por formação, com mais de 15 anos de experiência em redação em geral. Passagens pelo caderno Máquina e Moto Máquina do jornal Agora São Paulo, Folha online, Jovem Pan, Uol, Mil Milhas, Revista e site Consumidor Moderno, Portal No Varejo, entre outros. Agora editora do site Garagem360!

O post Etanol e gasolina registram os preços mais altos desde janeiro, diz IPTL apareceu primeiro em GARAGEM 360.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?