Não categorizado

Gasolina mais cara: veja os estados que começaram outubro com alta

gasolina registra alta no início de outubro

O mês de outubro marcou o início da alta da gasolina em alguns estados brasileiros. Veja quais são eles.

gasolina registra alta no início de outubro
Gasolina registra alta no início de outubro (Foto: Freepik)

Gasolina mais cara em outubro

No último dia 24, foi publicada no Diário Oficial da União, uma lista com o preço médio ponderado ao consumidor final (PMPF) de combustíveis. Através dela, é possível constatar que dezessete estados iniciaram o mês com a gasolina em alta, são eles: Acre, Amazonas, Amapá, Goiás, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Rio Grande do Sul, Sergipe, São Paulo e Tocantins.

Somente o Distrito Federal registrou baixa. Além deles, Alagoas, Bahia, Ceará, Espirito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Paraná e Santa Catarina apresentam estabilidade.

Veja a seguir a lista com o preço médio de cada estado brasileiro:

Acre – R$ 6,5681

Alagoas – R$ 6,0151

Amazonas – R$ 6,0492

Amapá – R$ 5,2700

Bahia – R$ 6,0440

Ceará – R$ 5,7623

Distrito Federal – R$ 6,4230

Espirito Santo – R$ 6,0640

Goiás – R$ 6,3161

Maranhão – R$ 5,9200

Minas Gerais – R$ 6,4197

Mato Grosso do Sul – R$ 5,6434

Mato Grosso – R$ 6,2240

Pará –R$ 6,1236

Paraíba – R$ 5,9834

Pernambuco – R$ 5,8800

Piauí – R$ 6,4900

Paraná – R$ 5,3400

Rio de Janeiro – R$ 6,5600

Rio Grande do Norte – R$ 6,5619

Rondônia – R$ 6,1310

Roraima – R$ 5,7520

Rio Grande do Sul – R$ 6,3589

Santa Catarina – R$ 5,5300

Sergipe – R$ 6,0860

São Paulo – R$ 5,7710

Tocantins – R$ 6,1000

Veja também: Tudo sobre o VW Gol 2022, um dos carros mais econômicos do Brasil!

gasolina registra alta no início de outubro
Ao todo são 17 estados que registram alta (Foto: Pixabay)

Preço médio da gasolina em setembro

Segundo os dados do IPTL, o Índice de Preços da Ticket Log, o último mês foi de aumento no preço médio da gasolina em todo o Brasil. A alta mais expressiva, de 2,71%, ocorreu no Sul, comercializada a R$ R$ 6,072, que mesmo com o maior aumento, foi a menor média nacional para o período.

A Região Centro-Oeste, com alta de 1,68%, concentrou o maior valor médio registrado nos postos em setembro: R$ 6,373. O Rio Grande do Norte foi o estado a apresentar a maior alta para a gasolina, avanço de 5,98%, com o litro a R$ 6,572.

No recorte por estados, o Rio de Janeiro segue liderando o ranking da gasolina mais cara do Brasil, a R$ 6,675, aumento de 2,31% em comparação com agosto. Já o Amapá, estado em que o combustível apresentou o menor valor médio – R$ 5,610 – o aumento foi de 1,80%. Nenhum estado apresentou redução no preço da gasolina no período.

Diesel também segue em alta

O último levantamento do IPTL sinaliza que o mês de setembro se encerra com a quinta alta consecutiva para o diesel, avanço de 1,97% em comparação a agosto. Desde o início do ano as bombas de todo o País registram aumentos consecutivos para o combustível, com exceção de abril, e o valor nas bombas se aproxima da média dos R$ 5,00, com o tipo S-10 à média de 4,983, e o diesel comum vendido a R$ 4,929.

“Já na primeira quinzena de setembro, o combustível sinalizava para um fechamento de mês com nova alta, e o anúncio recente de aumento no repasse para as refinarias tende a refletir em novos avanços nas bombas nos próximos dias para os motoristas”, pontua Douglas Pina, Head de Mercado Urbano da Edenred Brasil.

gasolina registra alta no início de outubro
Diesel também registra alta (Foto: Freepik)
Nicole Santana

Nicole SantanaJornalista e especialista em comunicação empresarial, com bagagem de mais de três anos atuando ativamente no setor automotivo, e premiada em 2016 por melhor reportagem jornalística através do concurso da Auto Informe.

O post Gasolina mais cara: veja os estados que começaram outubro com alta apareceu primeiro em GARAGEM 360.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?