Não categorizado

Honda City: conheça os principais problemas que ele pode apresentar

Honda City

Já faz um tempo que o  Honda City está no Brasil. Lançado em 2009, o modelo forma a linha de sedãs da marca japonesa junto com seu irmão Civic. Na linha 2022, o veículo está sendo oferecido em cinco versões diferentes. Mas do mesmo modo que todos os outros veículos, ele possui seus defeitos.

Honda City
Honda City (Foto: Divulgação/Honda)

Honda City e alguns dos principais problemas que o modelo pode apresentar

Seus preços estão entre R$ 75.700 e R$ 102.700. Todas as versões estão equipadas com  motor 1.5 16V SOHC i-VTEC FlexOne. Ele pode gerar uma potência máxima de 116 cv (etanol) ou 115 cv (gasolina) a 6.000 rpm e torque de 15,3 kgfm a 4.800 rpm. A transmissão pode ser tanto uma manual de cinco velocidades quanto uma automática do tipo CVT.

Um de seus atributos é o espaço interno. Quem garante isso é o entre-eixos de 2.600 mm. Sem falar que o porta-malas tem capacidade para 536 litros. Entretanto, alguns problemas também podem aparecer. Muitos os donos usam blogs, sites especializados e páginas nas redes sociais para fazer os relatos.

Honda City
Honda City (Foto: Divulgação/Honda)

Um deles são falhas do sistema. Em um caso específico, a pessoa reclamou que a luz da injeção no painel acendia quando o carro atingia mais de 5.500 giros. Enquanto isso, em um outro caso, o motor estava falhando em momentos de rotação constante. Esta pessoa levou o carro para a concessionária, mas não foi encontrado o que estava com defeito.

Já o consumo também foi criticado. Um cliente da marca disse em um site que o carro estava marcando valores perto de 9 km/l na cidade e 12,5 km/l na estrada. Outro diz que o consumo na cidade estava elevado. Ferrugens no capô também foram encontrados pelos donos.

Leia mais: Dicas para manter seu carro sempre em bom funcionamento

Honda City
Honda City (Foto: Divulgação/Honda)

Normalmente , todas as configurações do  Honda City traz consigo um bom pacote de equipamentos. Mas as pessoas também sentem falta de outros itens que seriam interessantes. Em um caso, a pessoa diz que pelo preço pago pelo seu Honda City 2018, poderia oferecer controle de estabilidade, assistente de partidas em aclives. 

Problemas na suspensão

Honda City (Foto: Divulgação/Honda)

A suspensão também é um deles. Na dianteira, ele usa suspensão do tipo MacPherson. Já na traseira ele possui barra de torção. Em muitos os casos, as pessoas reclamam que ela é um pouco dura. Outro problema relatado a esta parte especifica é que ela é baixa.

Isso tá fazendo com que vários motorista atinjam as valetas na rua. Alguns relatos ainda trazem que o para-lama também está raspando com facilidade. O protetor de cárter idem. Alguns também pensam que o carro é baixo.

Barulhos

Honda City
Honda City (Foto: Divulgação/Honda)

Boa parte dos atuais possuem uma vantagem. As montadoras estão investindo cada vez mais em uma experiência mais agradáveis para todos. E a redução do ruído dentro da cabine é um dos pontos que elas trabalham. No entanto, alguns donos de Honda City não podem sentir o mesmo.

Isso porque um dos problemas relatados é justamente o barulho. Este talvez seja um dos principais problemas enfrentados por donos do carro. Principalmente os ruídos no painel do veículo. Alguns chegam a comparar com carros um pouco mais velhos.

Um ponto que impressiona é que alguns veículos possuem uma quilometragem – mais ou menos –  baixa. Barulhos no motor também são relatados pelos donos do carro. Sem falar que há relatos de ruídos na caixa de direção 

Pedro Giordan

Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.

O post Honda City: conheça os principais problemas que ele pode apresentar apareceu primeiro em GARAGEM 360.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?