Não categorizado

Juíza obriga jovem a vender seu BMW após correr pelo centro da cidade

O BMW 440i é quase um M3. Ele traz o motor seis cilindros 3.0 com 326 cv e um desempenho excitante. Mas um jovem alemão de 23 anos se animou demais com o carro e cometeu uma série de infrações no centro de Ludwigsburg, cidade próxima de Stuttgart.

Segundo o jornal Stuttgarter Nachrichten, a juíza que cuidou do caso sentenciou o jovem a pagar uma série de multas e suspendeu a habilitação por seis meses. Ela também deu um prazo de três meses para o infrator vender o seu BMW 440i da maneira que achar melhor. Do valor da venda, € 7.000 (cerca de R$ 46.405) terá que ser doado ao tesouro do estado.

VEJA TAMBÉM:

O que levou o jovem a perder seu BMW

O jovem começou fazendo burnout em uma praça no centro da cidade, quando a polícia chegou ele fugiu. Na fuga ele atingiu velocidades acima de 100 km/h no centro de Ludwigsburg, ignorando sinais vermelhos e até dirigindo sobre calçadas.

bmw 440i coupe m sport azul traseira parado alpes ao fundo
O cupê de 326 cv deu trabalho para os policiais (Foto: BMW | Divulgação)

Um policial disse ao jornal que exigiu ao máximo de sua viatura, que produz 192 cv. Mas não foi páreo para o BMW cupê de seis cilindros. O policial desistiu da perseguição por não considerar manter a velocidade de 120 km/h nas vias.

O jovem parou o 440i no pátio de uma estação do corpo de bombeiros, na esperança de despistar as autoridades. Um bombeiro fez uma denúncia à polícia por achar suspeito o comportamento e a velocidade em que o jovem dirigia.

Depois de pego o jovem admitiu os crimes, mas justificou que apagou quando viu a polícia chegando e não lembra da fuga. Ele justificou o que fez culpando às restrições impostas pela pandemia do Covid-19. Se ele estava as restrições ruins antes, agora sem habilitação será ainda pior.

Não é um 440i, mas avaliamos o 330i M Sport que mostra do que os BMW são capazes:

O post Juíza obriga jovem a vender seu BMW após correr pelo centro da cidade apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?