Não categorizado

Motorista atinge carros e casa a 190 km/h ao deixar ‘Deus assumir volante’

Uma motorista protagonizou um acidente assustador em Beachwood, Ohio, nos Estados Unidos, ao avançar um sinal vermelho a cerca de 190 km/h. O Ford Taurus que ela dirigia atingiu vários carros, um poste e, por fim, uma casa. A mulher estava com o seu filho de 11 anos no momento da batida mas, milagrosamente, ninguém se feriu gravemente. Aliás, fenômenos divinos – ou melhor, a busca por eles – têm tudo a ver com o caso…

Uma câmera de vigilância registrou o acidente: as imagens mostram que a motorista atingiu a dianteira de outro veículo de raspão ao avançar o sinal. Então, ela perde completamente o controle da direção, e o carro roda na pista, para depois atingir o poste e a residência. Assista!

VEJA TAMBÉM:

Tão impressionante quanto a cena do acidente é a justificativa que a motorista deu à polícia: ela admitiu que acelerou o veículo ao máximo e cruzou o semáforo para “testar a própria fé em Deus”. Segundo relatório dos agentes, a mulher disse ainda que acreditava ter feito a coisa certa e que deixou o “Senhor assumir o controle do veículo”.

A motorista teria dito ainda que está passando por “julgamentos e tribulações” e que perdeu o emprego recentemente. Como resultado, acabou enfrentando acusações por ataque criminoso e por colocar uma criança em perigo, além de por dirigir com a habilitação suspensa.

De acordo com o site Jalopnik, casos de motoristas que infringem leis de trânsito em nome de Deus não são tão raros assim, ao menos nos Estados Unidos. No ano passado, outra motorista bateu deliberadamente em outro veículo durante um “teste de fé”, na Pensilvânia. Em 2018, foi a vez de um condutor profissional sofrer vários capotamentos após soltar o volante, no Tennessee.

O post Motorista atinge carros e casa a 190 km/h ao deixar ‘Deus assumir volante’ apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?