Não categorizado

Os 20 carros mais econômicos do Brasil em 2021

Conhecer os carros mais econômicos do país deixou de ser economia e virou quase sobrevivência em tempos de litro da gasolina a R$ 7. Qualquer quilômetro a mais e combustível a menos no consumo médio virou preciosidade para quem roda muito com o automóvel. Um importante aliado nessa busca é a tabela de eficiência energética do Inmetro.

VEJA TAMBÉM:

A edição 2021 do levantamento feito pelo instituto atrasou devido à pandemia e às interrupções de produção em muitas fábricas. Porém, a tabela acaba de ser atualizada, com novos modelos e novas classificações do Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV).

Aproveitamos para pesquisar os 20 carros mais econômicos do país. Mas, atenção aos critérios. Antes de tudo, consideramos apenas automóveis de passeio (hatches, sedãs, SUVs, station-wagons e minivans), ou seja: picapes, vans e furgões não estão nesta lista. Também foram descartados modelos elétricos, híbridos e híbridos-leves.

Além disso, destacamos o modelo sempre a opção mais econômica dentro da mesma linha. Em suma, nesta relação estará sempre a versão com os melhores resultados em comparação às demais configurações da gama, independentemente de motor e câmbio.

Os 20 carros mais econômicos do Brasil

A ordem de importância foi determinada pelo consumo médio da tabela com gasolina na cidade. O ciclo rodoviário com o mesmo combustível serve como critério de desempate. De qualquer forma, na relação destacamos também as médias obtidas com etanol, além da classificação PBE geral e na categoria, com notas que vão de “E” (pior) a “A” (melhor).

Bom sempre salientar que tais médias são aferidas pelas próprias marcas dentro de padrões estabelecidos pelo Inmetro. O instituto faz, ao longo do ano, testes próprios com modelos aleatórios para ver se as informações de consumo batem.

De qualquer forma, pode ser que o seu modo de dirigir e a região por onde você trafega faça com que o seu carro tenha médias melhores (ou piores) das mostradas aqui. Trata-se de uma tabela de referência. Desta forma, se você consegue ser mais econômico com um, será na mesma proporção com os outros veículos.

Confira, então, os carros mais econômicos do Brasil.

1º Renault Kwid

renault kwid intense laranja de frente
  • Motor: 1.0 12V flex
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 14,9 km/l
  • Gasolina estrada: 15,6 km/l
  • Etanol cidade: 10,3 km/l
  • Etanol estrada: 10,8 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

No consumo urbano com gasolina, não tem para ninguém. O Kwid é o carro mais econômicos do Brasil em 2021, graças a uma média de quase 15 km/l na cidade da versão Life. Mesmo com etanol, o consumo é interessante e passa dos 10 km/l, resultado de um carro bastante leve, aliviado em equipamentos e com motor tricilíndrico bem trabalhado.

2º Chevrolet Onix Plus

onix plus basico
  • Motor: 1.0 12 flex
  • Câmbio: manual de seis marchas
  • Gasolina cidade: 14,3 km/l
  • Gasolina estrada: 17,7 km/l
  • Etanol cidade: 10,1 km/l
  • Etanol estrada: 12,5 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

O segundo modelo mais eficiente do país é um sedã. Com motor aspirado, o Onix Plus alcança médias com gasolina na cidade melhores que as de seu irmão hatch. Agora, na estrada, a GM pode bater no peito e dizer que tem o carro mais econômico do Brasil com incríveis 17,7 km com um litro de combustível fóssil.

É justo o Chevrolet Onix ser o carro mais vendido do país? Confira a avaliação em vídeo!

Bom salientar que as médias das versões turbinadas do Onix Plus não fizeram feio, não. Pelo contrário, não estão nessa lista por pouco: 13,7 km/l na cidade e 17,0 km/l, na estrada, com gasosa.

3º Chevrolet Onix

chevrolet onix mt 2021 preto
  • Motor: 1.0 12 flex
  • Câmbio: manual de seis marchas
  • Gasolina cidade: 13,9 km/l
  • Gasolina estrada: 16,7 km/l
  • Etanol cidade: 9,9 km/l
  • Etanol estrada: 11,7 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

A variante hatch do compacto da General Motors fica pouca coisa atrás do irmão e fecha o pódio dos carros mais econômicos do Brasil. Palmas para o conjunto com um moderno motor três canecos, que vibra pouco e roda suave, e com câmbio manual, cuja sexta marcha funciona como um belo overdrive e colabora – mais uma vez – para o consumo rodoviário excelente.

O Onix aspirado ficou pouco à frente das configurações com propulsor turboflex. As médias destas opções turbinadas foram de, respectivamente, 13,5 km/l e 16,0 km/l, com gasolina.

4º Fiat Argo

fiat argo drive 2021 prata visto de frente
  • Motor: 1.0 6V
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade:13,9 km/l
  • Gasolina estrada: 15,1 km/l
  • Etanol cidade: 9,8 km/l
  • Etanol estrada: 10,7 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

O motor Firefly fez um bem danado à linha de compactos da marca italiana, a começar pelo Argo. O modelo anda bem e bebe pouco, ainda mais se comparado aos rivais da tal sub-categoria de hatches pequenos “premium”. Inclusive, empatou com o Onix na média urbana e ficou de fora do pódio justamente pela eficiência na estrada.

As versões do modelo com o 1.3 16V não fizeram feio, mas representam mais de um litro a cada quilômetro rodado. As médias de consumo aferidas do Ago com os motores maiores ficam em 12,8 e 14,7 km/l

5º Hyundai HB20S

HB20S 1.0 Evolution 2021
  • Motor: 1.0 12V flex
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 13,7 km/l
  • Gasolina estrada: 15,7 km/l
  • Etanol cidade: 9,6 km/l
  • Etanol estrada: 11,1 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

Mais uma vez um sedã se dá melhor que o hatch entre os carros mais econômicos do Brasil. O HB20S usa motor três-cilindros que surpreende pelo desempenho nas acelerações e, mesmo assim, não bebe muito. Superou por apenas 0,1 km/l as novas variantes 1.0 turboflex manuais, que anotaram 13,6 km/l na cidade, mas que na estrada rendem melhor: 16,0 km/l.

6º Fiat Mobi

fiat mobi trekking 2022 branco de frente foto alexandre carneiro autopapo
Rodas de liga leve de 14 polegadas são opcionais
  • Motor: 1.0 8V flex
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 13,7 km/l
  • Gasolina estrada: 15,3 km/l
  • Etanol cidade: 9,7 km/l
  • Etanol estrada: 10,7 km/l
  • Classificação categoria: B
  • Classificação geral: B

O pequenino Fiat empata com o sedã da marca sul-coreana no consumo urbano, mas perde no rodoviário – muito provavelmente em razão do esforço que o velho motor Fire oito válvulas tem de fazer em velocidades mais altas e trechos de serra simulados. De qualquer forma, é o modelo da marca italiana que desponta primeiro entre os carros mais econômicos do Brasil.

7º Renault Logan

renault logan pcd 2021
  • Motor: 1.0 12V flex
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 13,6 km/l
  • Gasolina estrada: 14,2 km/l
  • Etanol cidade: 9,3 km/l
  • Etanol estrada: 10,0 km/l
  • Classificação categoria: B
  • Classificação geral: B

O Logan se garante na sétima posição entre os carros mais econômicos do Brasil com uma boa performance na cidade com combustível fóssil. Bem à frente das variantes com o 1.6 16V, que anotaram 11,9 km/l, quando com câmbio manual, e 10,9 km/l, com a caixa automática CVT.

8º Volkswagen Voyage

volkswagen voyage 2020
  • Motor: 1.0 12V flex
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 13,4 km/l
  • Gasolina estrada: 15,2 km/l
  • Etanol cidade: 8,9 km/l
  • Etanol estrada: 10,6 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

Mais um sedã se dando bem para cima do seu original hatch. O Voyage é mais econômico que o Gol – pouca coisa, mas é. São 13,4 km/l na cidade com gasolina, segundo o Inmetro. Bom salientar que essa média foi obtida nas versões equipadas com rodas aro 14” – as com aro 15” marcaram 13,1 km/l, na gasolina. E as 1.6 ficaram abaixo dos 12 km/l no consumo urbano.

9º Hyundai HB20

hyundai hb20 sense 2022 visto de lado
  • Motor: 1.0 12V flex
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 13,3 km/l
  • Gasolina estrada: 14,9 km/l
  • Etanol cidade: 9,5 km/l
  • Etanol estrada: 10,5 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

O hatch da linha HB20 empatou com outros três modelos no consumo urbano com gasolina. Mas levou a melhor na eficiência rodoviária, com 14,9 km/l. O motor 1.0 mais eficiente é o aspirado, só que o turbo também mandou bem, com média de 13,2 km/l na cidade e 15,1 km/l, na estrada.

10º Volkswagen Gol

vw gol 1 0 2020
  • Motor: 1.0 12V flex
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 13,3 km/l
  • Gasolina estrada: 14,4 km/l
  • Etanol cidade: 9,1 km/l
  • Etanol estrada: 10,1 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

O compacto que por décadas foi o mais vendido do país prova que é bom ainda em consumo ao figurar entre os 10 carros mais econômicos do Brasil. Aqui, as médias também foram obtidas nas configurações com rodas aro 14”, assim como aconteceu com o Voyage. Curiosamente, o Gol é mais econômico que o sedã na média urbana com etanol.

11º Renault Sandero

renault sandero zen 2022 azul iron de frente
  • Motor: 1.0 12V flex
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 13,3 km/l
  • Gasolina estrada: 13,9 km/l
  • Etanol cidade: 9,0 km/l
  • Etanol estrada: 9,6 km/l
  • Classificação categoria: B
  • Classificação geral: B

O Sandero hoje só é vendido nesta versão Zen com motor 1.0 tricilíndrico que aparece na 11ª colocação entre os carros mais econômicos do Brasil. O consumo urbano com gasolina acima dos 13 km/l é bom e termina empatado com o do Gol e do HB20, mas ficou atrás no desempenho na estrada com o mesmo combustível.

12º Toyota Yaris

toyota yaris xl vermelho de frente 1
  • Motor: 1.3 16V flex
  • Câmbio: automático CVT com sete marchas virtuais
  • Gasolina cidade: 13,1 km/l
  • Gasolina estrada: 14,2 km/l
  • Etanol cidade: 9,0 km/l
  • Etanol estrada: 9,9 km/l
  • Classificação categoria: B
  • Classificação geral: B

O compacto da Toyota pode se vangloriar de ser o automático mais econômico do país. É o primeiro com esse tipo de câmbio a figurar nesta lista, e com a caixa CVT se mostra mais eficiente que a variante com transmissão manual de seis marchas, que faz 12,1 km/l na cidade, com gasolina.

13º Fiat Cronos

fiat cronos drive 13 flex cinza de frente
  • Motor: 1.3 16V flex
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 13,0 km/l
  • Gasolina estrada: 15,6 km/l
  • Etanol cidade: 9,0 km/l
  • Etanol estrada: 11,0 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

O Cronos com motor 1.3 Firefly garante seu lugar entre os carros mais econômicos do Brasil. O três-volumes da Fiat empatou com o Yaris Sedan no consumo urbano, mas superou bem o rival na média rodoviária, com mais de 1 litro poupado de diferença no quilômetro rodado na estrada.

14º Chevrolet Tracker

chevrolet tracker premier 2020 prata de frente
  • Motor: 1.0 turboflex
  • Câmbio: manual de seis marchas
  • Gasolina cidade: 13,0 km/l
  • Gasolina estrada: 14,8  km/l
  • Etanol cidade: 9,0 km/l
  • Etanol estrada: 10,4 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

O Tracker não é só o SUV mais eficiente do país, como também o carro com motor turbo mais econômico do Brasil. Empata no consumo na cidade com dois sedãs compactos, e ganha do Yaris na aferição rodoviária. Isso com câmbio manual de seis marchas – nas opções automáticas do crossover, a média urbana é de 11,9 km/l.

15º Toyota Yaris Sedan

toyota yaris 2020 3
  • Motor: 1.5 16V flex
  • Câmbio: automático CVT com sete marchas virtuais
  • Gasolina cidade: 13,0 km/l
  • Gasolina estrada: 14,5 km/l
  • Etanol cidade: 9,0 km/l
  • Etanol estrada: 10,6 km/l
  • Classificação categoria:
  • Classificação geral:

Aqui, o sedã perde para o hatch e muda a lógica dos carros mais econômicos do Brasil. Isso porque esta versão mais bem classificada usa motor maior e mais potente, 1.5. Mesmo assim, fica pouca coisa atrás. Detalhe é que no rodoviário, o Yaris Sedan supera o seu irmão.

16º Chevrolet Joy Plus

chevroloet joy plus 1
  • Motor: 1.0 8V flex
  • Câmbio: manual de seis marchas
  • Gasolina cidade: 12,8 km/l
  • Gasolina estrada: 15,3 km/l
  • Etanol cidade: 8,7 km/l
  • Etanol estrada: 10,6 km/l
  • Classificação categoria: B
  • Classificação geral: B

A velha geração do Onix figura bacana entre os 10 carros mais econômicos do Brasil, apesar do motor quatro cilindros bastante datado. E assim como na nova geração do compacto, o consumo rodoviário surpreende, mais uma vez beneficiado pela caixa manual de seis marchas muito bem acertada.

17º Chevrolet Joy

chevrolet onix joy branco frente 45 detalhe
O carro mais vendido do Brasil não poderia deixar de estar no ranking
  • Motor: 1.0 8V flex
  • Câmbio: manual de seis marchas
  • Gasolina cidade: 12,8 km/l
  • Gasolina estrada: 14,7 km/l
  • Etanol cidade: 8,8 km/l
  • Etanol estrada: 10,3 km/l
  • Classificação categoria: A
  • Classificação geral: B

O veterano hatch empata com seu irmão sedã na eficiência urbana com gasolina, mas perde justamente na estrada. No etanol, contudo, o Joy leva a melhor por pouca coisa na média aferida para a cidade.

18º Honda City

honda city 2021 22
  • Motor: 1.5 16V
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade: 12,4 km/l
  • Gasolina estrada: 14,6 km/l
  • Etanol cidade: 8,6 km/l
  • Etanol estrada: 10,3 km/l
  • Classificação categoria: B
  • Classificação geral: B

Tudo bem que o sedã está prestes a ganhar nova geração e que esta versão manual é a que menos vende. Mas não tem jeito, é a mais eficiente para figurar entre os carros mais econômicos do Brasil. Porém, fica ligado porque as variantes com o câmbio automático CVT ficam o mínimo atrás no consumo urbano com gasolina: 12,3 km/l.

19º Honda Fit

honda fit lx 2020 cinza de frente
Honda Fit LX 1.5 AT
  • Motor: 1.5 16V
  • Câmbio: automático CVT
  • Gasolina cidade: 12,3 km/l
  • Gasolina estrada: 14,1 km/l
  • Etanol cidade: 8,3 km/l
  • Etanol estrada: 9,9 km/l
  • Classificação categoria: B
  • Classificação geral: B

No caso do monovolume da Honda, são as versões automáticas, com câmbio continuamente variável, que mandam melhor. Os 12,3 km/l na cidade com gasosa ficam pouca coisa atrás do parente de plataforma City, mas superam bem a única derivação manual do Fitl, que registra 11,6 km/l. É outro carro, porém, em fim de carreira.

20º Renault Stepway

stepway cvt 2020 006
Renault Stepway
  • Motor: 1.6 16V
  • Câmbio: manual de cinco marchas
  • Gasolina cidade:12,0 km/l
  • Gasolina estrada: 12,1 km/l
  • Etanol cidade: 8,3 km/l
  • Etanol estrada: 8,5 km/l
  • Classificação categoria: C
  • Classificação geral: C

A marca francesa trata o Stepway como um produto à parte da linha Sandero. Desta forma, o hatch aventureiro se garante entre os 20 carros mais econômicos do Brasil com o motor 1.6 da família SCe. E é o último, entre os automóveis de passeio, a ficar nos 12 km/l na média com gasolina, de acordo com o Inmetro. Depois dele, só tem ciclo urbano abaixo dos 12 km/l.

O post Os 20 carros mais econômicos do Brasil em 2021 apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?