Não categorizado

Quer instalar uma central multimídia no seu ‘velhinho’? Pois é possível

Sistema de som sempre foi um item praticamente indispensável nos carros, principalmente para quem passa muito tempo no trânsito ou viajando. As rádios podem ser usadas para se atualizar sobre o tráfego, e as músicas quebram a monotonia. Hoje, esse papel cabe à central multimídia.

Melhorar o sistema de som já foi mais simples: donos de carros mais antigos, equipados com toca-fitas, trocavam o aparelho por um CD-player moderno e ficavam atualizados com as tendências. Com o tempo, os rádios ganharam tamanhos diferentes, padronizados em 1 din e 2 din, com o de 1,5 din sendo uma opção menos popular.

VEJA TAMBÉM:

Nos últimos anos, os rádios integrados e as centrais multimídia tornaram essas atualizações mais difíceis. No primeiro caso, pode ser preciso desmontar parte do painel e comprar uma moldura nova para trocar o sistema de som. Já as centrais complicam mais, já que precisam de um espaço 2 din, algo que era pouco comum em alguns carros.

Mercado de acessórios traz soluções criativas

No espaço 1 din podem ser instaladas centrais com tela destacada…(foto: AliExpress | Reprodução)
… ou com tela retrátil (foto: Pioneer | Divulgação)

Em carros com espaço 2 din para o rádio fica fácil instalar uma central, deixando até uma aparência de equipamento original. Nos carros com espaço 1 din é que a coisa começa a complicar. No mercado existem centrais multimídia de 1 din, com tela pequena, para quem só quer trocar um rádio por outro.

Um item popular na era tuning foi o DVD com tela retrátil: esse conceito voltou trazendo uma tela touch e mais funcionalidades. Outra novidade são centrais multimídia de 1 din com tela flutuante, que podem cobrir alguns comandos do painel, mas não necessitam de adaptações.

Carro 1997 com tecnologia de 2021

Esta moldura simula a tela dos Mercedes-Benz no Chevrolet Corsa (Foto: Mercado Livre | Reprodução)
Algumas molduras permitem telas maiores que o padrão 2 din (Foto: Mercado Livre | Reprodução)

Uma novidade curiosa: já existem formas de imitar as centrais modernas, com tela flutuante, em carros mais antigos. No Mercado Livre encontramos essa moldura para o Chevrolet Corsa, que permite instalar uma central no topo do painel.

Em carros que têm o rádio integrado ao painel é mais trabalhoso trocar o sistema original por outro, mas não impossível. No Honda Civic de nona geração, por exemplo, o som original tem desenho curvo, mas existe uma central paralela feita para o sedã, que ainda traz uma tela grande, maior que o padrão 2 din.

Cuidados na hora de instalar uma central multimídia

Na internet existe todo tipo de central, com grande diversidade de preços. Na hora de escolher uma para o seu carro, certifique-se de que o vendedor é confiável. Também recomendamos pesquisar sobre a marca: em sites de importação os preços são convidativos, mas a origem do produto é uma loteria.

A maioria das centrais paralelas usam o Android como sistema operacional. Por isso, é possível instalar aplicativos como o Waze e o Spotify, abolindo a necessidade de o celular estar plugado ao aparelho.

Com a central em mãos, você pode fazer a instalação em casa ou em um profissional. Se não tiver experiência com isso, recomendamos procurar um especialista.

Central multimídia atrai cada vez mais motoristas: assista ao vídeo!

O post Quer instalar uma central multimídia no seu ‘velhinho’? Pois é possível apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?