Não categorizado

Reconheça 10 sinais de que o amortecedor do carro vai dar problema

Você já leu aqui no AutoPapo que esse negócio de amortecedor ser trocado a cada 40 mil km é balela. A vida útil desta e de outras peças que compõem a suspensão varia muito conforme o uso do veículo.

VEJA TAMBÉM:

Pode ser que ela dure menos que a metade disso se o motorista rodar muito por estradas de terra ou por vias esburacadas. Obviamente, a durabilidade será menor do que aquele proprietário que só trafega por estradas bem pavimentadas. Então, o ideal é fazer a verificação a cada revisão, ou seja, de 10 mil em 10 mil km.

10 sinais de que o amortecedor vai dar problema

Porém, o próprio conjunto dá “alertas” de que algo vai mal e de que algum componente já está comprometido – em especial o amortecedor. Na terceira reportagem da série sobre os sintomas que o carro emite, veja os 10 sinais de que o amortecedor vai dar problema – e/ou seus pares no jogo de suspensão.

1. Solavancos

O carro parece um ioiô depois de passar no quebra-molas? Ou uma gelatina depois de cair naquele buraco? A movimentação excessiva da carroceria é um dos claros sinais de que o amortecedor vai dar problema.

Isso porque os amortecedores gastos provocam os chamados “empinamentos” e “agachamentos” do veículo. Ao passar por alguma irregularidade ou desnível da pista, o carro fica instável e desconfortável. Verifique logo as peças para que esses movimentos não danifiquem outros componentes da suspensão e comprometam ainda mais a estabilidade do automóvel.

Um teste caseiro pode indicar se o amortecedor está ruim, mas ele não é totalmente confiável: assista ao vídeo!

2. Balanço em excesso

Sabe quando a gente fala que o carro parece uma barca? É quando você, mesmo em uma estrada reta, plana e bem asfaltada tem uma sensação de oscilação da carroceria e precisa fazer correções a todo instante no volante. Isso pode ser um dos sinais de que o amortecedor vai dar problema.

Amortecedores em fim de vida reduzem o nível de aderência do pneu com o piso, o que se reflete diretamente no comportamento dinâmico do veículo, com o motorista tendo mais dificuldade em controlar o automóvel. Isso se mostra ainda mais perigoso em dias chuvosos, já que aumenta o risco de aquaplanagem.

Porém, esse efeito de balanço também pode ter origem na falta de alinhamento da direção ou no balanceamento das rodas. Por isso, verifique essas calibragens importantes do carro a cada 10 mil quilômetros também.

3. Fim de curso

amortecedores recondicionado mecanico rodas suspensao shutterstock
Verificação profissional é essencial para encontrar problemas

Aquelas batidas secas em buracos “normais” podem ser indicativos de que algo vai mal na suspensão. A causa mais comum é de que o amortecedor está tão desgastado que não consegue desempenhar sua função: minimizar a oscilação do carro e filtrar a irregularidade da pista. Neste caso, verifique não só os amortecedores, mas também outros componentes da suspensão.

4. Nas curvas

Perceba se o carro dá sinais de falta de estabilidade de novo, só que nas curvas. Veículo com tração dianteira que sai de frente, ou que faz o motorista esterçar o volante além do normal para corrigir a trajetória – e, mesmo assim, joga a traseira – pode ser um dos sinais de que o amortecedor vai dar problema.

Como dito, quando a peça está desgastada pode ocasionar um efeito cascata no comportamento dinâmico do carro. O automóvel tende a oscilar mais a carroceria e a perder o contato correto do pneu com o asfalto.

5. Rodas sem contato

Preste atenção se a cada valeta ou lombada a roda fica “pulando”. Ou seja: sobe e desce de forma muito rápida, como se “quicasse”. Leve logo o carro à oficina para verificar a suspensão pois esse comportamento, além de comprometer segurança e conforto, sobrecarrega outros componentes da suspensão e do carro.

6. Por falar em pneus…

pneu careca cambagem shutterstock 635977388
Desgaste irregular de pneu pode ser causado por problemas no amortecedor

Pois é, esses quiques do carro afetam rodas e pneu, e as borrachas desgastadas irregularmente também são sinais de que o amortecedor vai dar problema. Isso porque a peça da suspensão deteriorada não vai controlar, de forma eficaz, o movimento das molas e provocar aqueles pulos das rodas.

Isso vai sobrecarregar as borrachas e provocar um desgaste acentuado dos pneumáticos. Deformações na banda de rodagem, bolhas e marcas na região central do pneu são os principais indícios.

7. Frenagem

Recentemente você viu aqui os sinais de que os freios vão dar problema. Mas o aumento da distância de frenagem pode ser sintoma também de amortecedor ruim. Segundo os engenheiros, amortecedores com 50% de desgaste aumentam em até 1,80 metro a distância de parada do carro em uma velocidade de 60 km/h.

8. Altura do carro

Carro mais baixo do que o normal é um dos mais evidentes sinais de que o amortecedor vai dar problema. Isso porque esse “fenômeno” pode ser resultado de molas danificadas que, com o tempo, vão sobrecarregar os amortecedores.

Neste caso, se o para-lama mais perto do que o normal nos pneus, verifique o quanto antes o estado da suspensão e dos elos das molas, para ver se não há fissuras, sinais de ferrugem ou pintura desgastada.

9. Vazamentos

mecanico trocando amortecedor na suspensao de carro
Amortecedor com vazamento precisa ser substituído

Óleo no chão da garagem perto das rodas? Opa, pode ser mais um dos sinais de que o amortecedor vai dar problema. Esse vazamento tende a ser do fluido que deveria estar comprimindo dentro da peça. Desta forma, o componente tem sua eficácia de amortecimento comprometida.

10. Barulhos

Por se tratar de uma peça hidráulica, os amortecedores não costumam apresentar barulhos metálicos. Porém, se você ouvir rangidos e ruídos toda a vez que o carro passa por uma irregularidade na pista, fique atento. Pode significar que outros componentes da suspensão estejam desgastados.

Neste caso é importante levar o carro à oficina. Os barulhos podem ser causados por folgas na bieleta ou nos axiais, desgaste das buchas de borracha, problemas nos pivôs ou nos coxins. O mau funcionamento destes e de outros componentes vão sacrificar os amortecedores.

Bônus: rachadura no monobloco

Essa vai especialmente para quem tem carro rebaixado. O surgimento de trincas e rachaduras no monobloco, principalmente em locais próximos às torres dos amortecedores, é um sintoma claro de problemas na suspensão. Verifique o quanto antes o estado de conservação do conjunto.

Bônus 2: manutenção

A dica mais importante é fazer a manutenção regular do seu veículo. Mesmo fora da garantia, faça revisões a cada 10 mil km e verifique sempre a suspensão nestes intervalos. No check-up, peça para o mecânico observar os seguintes componentes do conjunto:

  • Bieletas: ver se as coifas estão deterioradas ou tortas;
  • Bandejas: se as buchas de borracha estão desgastadas e se existem folgas nas fixações;
  • Molas: verificar se há fissuras, marcas, desgaste de pintura dos elos;
  • Buchas: ver se há trincas ou desgaste;
  • Coxins: inspecionar se está quebrado;
  • Coifa: ver se está com folga excessiva;
  • Pivô: verificar se há quebra;
  • Batente: observar se não está quebrado.

O post Reconheça 10 sinais de que o amortecedor do carro vai dar problema apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?