Não categorizado

Tudo que você precisa saber sobre a Tarok, a anti-Toro da VW

Nos últimos anos, o mercado automotivo brasileiro mudou seus antigos paradigmas. Algumas novas categorias cresceram, deixando de ser nichos e virando protagonistas. Uma delas é a de picapes médio-compactas, representada atualmente apenas pela Fiat Toro e a Renault Oroch. A Volkswagen pretende entrar nesse segmento em 2025 com a Tarok.

A picape Tarok  foi apresentada como conceito no Salão do Automóvel de São Paulo em 2018, com formas praticamente prontas para a produção. Ela utiliza a plataforma modular de motor transversal do grupo Volkswagen, a MQB.

O conceito de 2018 da Tarok já trazia elementos que vemos em lançamentos recentes como o Nivus e o Taos
Teto solar panorâmico e pintura prata nas colunas são diferencias da picape
O interior do conceito é praticamente igual ao do Taos

VEJA TAMBÉM:

Onde a Tarok se destaca na categoria?

Esse novo nicho de piacpes busca atender consumidores que também consideram um SUV, sem ter a necessidade de utilizar a caminhonete no uso pesado como ocorre com as médias tradicionais. Por isso é importante que a picape seja moderna e traga soluções práticas para o dia-a-dia.

A Volkswagen trouxe de volta uma inovação introduzida pela Chevrolet na picape Avalanche em 2002: a divisória entre a caçamba e a cabine pode ser rebatido, assim como o banco traseiro. Isso estende a área do assoalho da caçamba de 1,20 m para 1,86 m. Com a tampa da caçamba aberta e o banco traseiro rebatido essa área chega a 2,77 m, medida maior que os 2,35 m de comprimento da caçamba da Chevrolet S10 cabine simples.

A divisória rebatível da Tarok é uma novidade no Brasil
A caçamba sozinha possui medida na média da categoria
Mas pode ser expandida com a divisória abaixada
E com a tampa da caçamba abaixada forma uma área maior que a de picapes médias com cabine simples

Essa divisória da Tarok possuí um ponto fraco, entretanto, o vigia traseiro não rebate junto da divisória. Ou seja, o objeto comprido não pode ser alto. O fabricante demonstra com uma prancha de surfe, mas essa divisória poderá ajudar a transportar uma bicicleta deitada ou tábuas.

O conceito da Tarok traz um interior igual ao do SUV Taos, se diferenciando pelo voltando vindo do Golf GTI, texturas diferentes nos painéis de porta e uma seção pintada no mesmo tom de azul da carroceria. A versão de produção deverá contar com o que existe de mais atual em infotenimento na marca em 2025.

Mecânica e medidas da Tarok

O conceito da Volkswagen Tarok foi apresentado no Salão com o motor 1.4 TSI aliado ao cambio automático Aisin de seis marchas. Esse conjunto já é bem aceito no mercado sul-americano e deverá ser utilizado na versão de produção.

Um item que não está presente no Taos vendido no Brasil mas virá na Tarok é a tração integral 4Motion. Nos carros da plataforma MQB a tração integral utiliza um sistema Haldex part-time, que trabalha com tração dianteira e pode enviar até 50% da força do motor para as rodas traseira em caso de perda de tração.

volkswagen tarok concept cutaway mecanica mostrando suspensao motor tracao integral
A plataforma MQB, o motor TSI e a tração 4Motion são velhos conhecidos

Motor diesel para peitar a Fiat Toro

É esperado também que o Taos traga um motor 2.0 turbodiesel para competir em pé de igualdade com a Fiat Toro. Esse motor é o mesmo da picape Amarok, mas virá com acerto diferente e apenas na versão com um turbocompressor.

Esse motor 2.0 diesel é oferecido na plataforma MQB em versões entre 150 e 190 cv, o torque varia entre 32,6 e 40,7 kgfm. O motor diesel é um dos motivos do sucesso da Fiat Toro e dos Jeep Renegade e Compass.

Na Europa esse motor diesel é acompanhado apenas do cambio automatizado de dupla embreagem DSG de sete velocidades nos carros de motor transversal. Não se sabe ainda se a Tarok diesel utilizará o mesmo cambio ou se uma caixa automática tradicional será adotada.

Tamanho na média da categoria

A Fiat Toro vem sendo a referência dessa categoria de picapes derivadas de SUV com monobloco: todas com cerca de entre-eixos com cerca de 3 metros, 5 metros de comprimento e cerca de 1,80 m de largura. A única exceção é a Renault Oroch, que é mais curta.

Medida VW Tarok Ford Maverick Fiat Toro Renault Oroch
Comprimento 4,91 m 5,07 m 4,94 m 4.70 m
Entre-eixos 2,99 m 3,07 m 2,99 m 2.83 m
Largura 1,83 m 1,83 m 1,84 m 1.82 m
Altura 1,67 m 1,74 m 1,73 m 1.69 m

Quando a Tarok chega ao mercado

volkswagen tarok concept sketch mostrando a dianteira e a traseira
O desenho foi chefiado pelo brasileiro JC Pavone

Apesar do conceito apresentado em 2018 praticamente pronto para a produção, a Volkswagen irá demorar a chegar nesse mercado novo. Segundo o jornal argentino Ámbito, que obteve um relatório da empresa de consultoria IHS Markit, a produção da picape inicia em 2025.

Até lá a Ford já estará vendendo a Maverick, marcada para 2022, e a Chevrolet terá a Nova Montana, prevista para o final de 2022. A Maverick será importada do México apenas na versão XLT e equipada com motor 2.0 turbo, ocupando um faixa de preço mais alta. Já a Nova Montana será nacional e equipada apenas com motores flex.

Preço da Tarok

Com o lançamento só para 2025, fica difícil prever o preço da picape. As especificações serão próximas às da Fiat Toro, tanto com motor 1.3 turbo quanto com motor 2.0 diesel. Portanto, é de se esperar que os preços também sejam próximos aos da picape Fiat.

Dentro da gama Volkswagen a Tarok ficará entre a compacta Saveiro e a média tradicional Amarok. Até lá, a Amarok deverá estar em uma nova geração, compartilhando a plataforma e linha de produção com a Ford Ranger.

Fotos: Volkswagen | Divulgação

Confira a entrevista do Boris com JC Pavone sobre a Volkswagen Tarok:

O post Tudo que você precisa saber sobre a Tarok, a anti-Toro da VW apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?