Não categorizado

[Vídeo] Quem defende esse projeto está totalmente enganado!

Volto ao assunto do Projeto de Lei do deputado Marcel Van Hattem para permitir a importação de carros usados. Em primeiro lugar, registro e agradeço o apoio da grande maioria dos nossos seguidores, pois 85% deles foram favoráveis. Quanto aos 15% que me reprovaram, tenho o maior respeito pelos que  se manifestaram a opinião de forma respeitosa  e elegante. É para eles que entro em detalhes e procuro explicar melhor porque sou contra.

Assista ao vídeo!

VEJA TAMBÉM:

Aos poucos extremamente desrespeitosos, não vou sequer me rebaixar ao seu nível tolo e rasteiro: levianos os que se escondem no anonimato para me acusar de corrupto e vendido às montadoras. Vejam vocês: esses ignorantes sequer valorizam nossa postura de não bloquearmos nenhum comentário, a favor ou contra – mas tentem fazê-lo em outros canais do YouTube por  aí para ver se aparece alguma coisa na tela.

Muitos argumentam que, ao criticar a importação de carros usados, estou defendendo um Gol por R$ 90 mil e estou contrário a um Mustang usado por menos que isso. Estão redondamente enganados, pois estão se esquecendo, nos dois casos,  do Gol e do Mustang, dos impostos.

Imposto inviabiliza importação de carros usados

Vamos desenhar valores: quando se paga R$ 90 mil por um Gol, cerca de R$ 40 mil vão para o governo,  pois nossos impostos estão entre os mais altos do  mundo! Por outro lado, um Mustang ou um Camaro com 10 anos de uso custa, nos Estados Unidos, entre US$ 10 mil e US$ 15 mil – entre R$ 60 mil e R$ 80 mil. Razoável não?

Até eu quero, mas deixo de querer, pois os impostos e despesas de importação elevam seu preço aqui para algo entre R$ 140 mil a R$ 190 mil. Essa turma mal informada que apoia o projeto do deputado Van Hattem acha que  importar um carro dos Estados Unidos é como ir a Miami, comprar um celular ou notebook e voltar com ele na mala, sem pagar imposto!

Veja nesses dois documentos: um carro antigo  que custou US$ 40 mil lá, R$ 160 mil na época, pagou R$ 209 mil de impostos e despesas, e chegou aqui por R$ 370 mil: mais que o dobro do seu custo.

Muitos afirmaram que, se o Projeto de Lei fosse aprovado, iriam trazer um Nissan Skyline  R32, um japonês apaixonante mesmo. Pois é, mas este carro, fabricado em 1990, custa, nos Estados Unidos US$ 38 mil, cerca de R$ 200 mil. Como ele já tem mais de 30 anos, pode ser importado, não precisa nem de esperar a aprovação da lei.  Porém, sem se esquecer de que ele chegaria aqui, com despesas e impostos, por míseros R$ 480 mil!

Essa é a realidade de que poucos se lembraram. Então, para os que não fizeram as contas, o problema principal  do nosso mercado de automóveis chama-se  imposto! Nos Estados Unidos, ele é de 7%; no Brasil, ele chega a 45%. Não fossem os impostos escorchantes, e viável uma vistoria para verificar  se eles se enquadram na nossa legislação, até eu iria bater palmas para esse projeto de lei.

O post [Vídeo] Quem defende esse projeto está totalmente enganado! apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?