Não categorizado

Aluguel de carros: tudo o que você precisa saber sobre

O aluguel de carros é uma modalidade que pode ser muito conveniente para quem precisa de um carro para viajar, seja a lazer ou a trabalho. Ou mesmo porque você ficou sem automóvel e precisa de um para deslocamentos pontuais pela cidade ou mesmo para a labuta do dia a dia.

Como em todo contrato, é preciso ter muita atenção. Aluguel de carros pode ser vantajoso, ou não. Depende da sua necessidade de uso, do tipo de veículo, das condições e dos custos. Por esta razão, fique atento a estas dicas antes de fazer a locação.

VEJA TAMBÉM:

O que precisa para o aluguel de carros

Antes de mais nada, o aluguel de carro tem certos critérios para o condutor. O locatário e os motoristas adicionais precisam ser maiores de 21 anos de idade, e devem ter Carteira Nacional de Habilitação (CNH) – obviamente – dentro da validade -, só que emitida há, pelo menos, dois anos.

Além disso, o cliente não pode ter restrições nos órgãos de proteção ao crédito. Quanto ao pagamento, muitas locadoras não exigem mais exclusivamente o cartão de crédito, mas ele é ainda necessário para a caução que é exigida na hora de assinar o contrato de aluguel de carros.

Escolha o carro certo

Antes de locar um automóvel, confira realmente se você precisa do carro. Vai viajar para uma cidade grande, com muito trânsito? Pondere se o tempo de deslocamento e os dias de uso do veículo compensam ou se é melhor usar transporte público, táxi ou carro de aplicativo. Lembre-se que, além do combustível, ainda tem a questão do estacionamento nessas metrópoles.

Também veja qual tipo de carro vai te atender nos seus deslocamentos. Se você precisa de um carro fácil de estacionar, econômico e para você andar sozinho a maior parte do tempo, um compacto com ar-condicionado vai te atender. Se vai ficar muitas horas na estrada, um sedã médio pode ser mais confortável. Se vai viajar com o marido (esposa) ou filhos, um SUV é uma pedida.

Quanto custa aluguel de carros?

É difícil falar exatamente quanto custa o aluguel de carros. Visite os sites das locadoras – como a Localiza – e faça uma pesquisa de preços e condições. Lembre-se que, em determinadas cidades, além de épocas de feriados ou períodos de alta temporada, os valores da aluguel de carros costumam ser mais caros. Por isso, fazer a reserva com antecedência pode ser sinônimo de economia.

Fique atento a promoções e descontos que muitas locadoras oferecem para clientes de cartões de crédito ou de programas de fidelidade de companhias aéreas. Também ocorrem ofertas quando a locação é por mais tempo (semanal ou quinzenal).

Lembre-se que, na maioria dos casos, os valores divulgados com alarde nas páginas das empresas não incluem os seguros.

Coberturas

Leia atentamente o contrato de aluguel do carro, especialmente as letras miúdas. Veja o que está incluso e quais deveres e responsabilidades ficam a cargo do locatário e da locadora, e tudo que está incluso na locação.

Não deixe de contratar o seguro oferecido pela empresa. As companhias, em geral, oferecem pacotes de proteção contra roubo e furto, incêndio, perda total do veículo, danos materiais e pessoais, danos contra terceiros e vidros. O ideal é não economizar nessa parte, principalmente na cobertura a terceiros, já que, em um acidente envolvendo outro veículo, você pode ser acionado judicialmente e ter de pagar uma indenização.

Importante ressaltar que, em casos de sinistros do veículo, a esmagadora maioria das locadoras prevê em contrato a coparticipação do locatário. Ou seja, o cliente tem de arcar com uma parte do reparo, como se fosse uma franquia.

Aluguel de carros: condutor adicional

Não interessa se você alugou o carro no seu nome. Se outra pessoa também for dirigir o veículo, é preciso informar o condutor adicional à locadora. De qualquer forma, vale pensar em colocar um motorista extra que esteja com você na viagem. Vai que, algum dia, você esteja impossibilitado de dirigir – sentiu-se mal, acidentou-se ou mesmo bebeu umas e outras no passeio.

Fundamental ter em mente que, em caso de acidente com outro condutor que não foi informado à companhia no momento da contratação do aluguel do carro, a seguradora pode recusar a pagar a indenização. A conta vai cobrar para você.

Quilometragem livre ou limitada

Verifique se no contrato do aluguel do carro a quilometragem é livre ou limitada. Na livre, você pagará aquela diária estabelecida independentemente do número de quilômetros que vai rodar. Ideal para quem vai viajar e conhecer uma cidade e os arredores de carro.

Já a controlada pode até resultar em um custo de diária mais baixo. Contudo, haverá uma cobrança extra para cada quilômetro rodado quando você for devolver o automóvel.

Vistorie antes de sair

homem conferindo carroceria carro

Antes de sair com o veículo alugado, acompanhe a vistoria do funcionário da locadora. Dê uma checada nas condições gerais da carroceria. Se houver arranhões, manchas, amassados ou mossas é preciso que os mesmos estejam apontados no check-list do atendente antes de assinar o contrato.

Observe também se os vidros estão íntegros (qualquer trinca deve constar na vistoria), o estado dos pneus e também o estepe, e se os cintos de segurança e bancos estão em ordem. Confira se o veículo tem macaco, triângulo e chave de roda. Além disso, verifique o nível do combustível e se os documentos do carro estão ok.

Devolve carro alugado com tanque cheio?

Não esqueça de prever no seu orçamento antes de alugar o carro o custo do combustível. Se a grana estiver apertada, vale optar por carros mais econômicos. Além disso, não esqueça que você tem de devolver o veículo com o tanque cheio – a maioria das locadoras cobra caso precise “completar”.

Imprevistos

Tenha sempre em mãos os telefones de emergência da locadora e veja, antes de pegar a estrada, os postos de atendimento da empresa mais próximos na região para onde você vai viajar. Também se informe, antes, sobre quais procedimentos devem ser feitos em caso de enguiço ou de acidente. Por sinal, veja as condições de reposição de veículos por parte da companhia em caso de pane do automóvel locado.

Em caso de acidente, depois de acionar o socorro médico (se for o caso), contate imediatamente a locadora. Já o Boletim de Ocorrência deve ser feito dentro do prazo previsto pela companhia, para evitar correr o risco de perder as coberturas previstas nas proteções contratadas.

Pode devolver em outra unidade?

Além de entregar o carro com o tanque cheio, é preciso fazer a devolução geralmente na mesma loja onde o veículo foi retirado. Grandes locadoras até possibilitam que você faça a devolução em outro posto – e até mesmo em outra cidade ou estado -, mas há uma cobrança para isso.

No momento da entrega, exija da locadora um comprovante de encerramento de contrato. E também do estorno na calção.

Carro por assinatura: nem aluguel, nem compartilhamento. Boris Feldman explica:

O post Aluguel de carros: tudo o que você precisa saber sobre apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?