Não categorizado

Baterias do Ford Mustang Mach-E tem o preço do próprio carro

Quando o Ford Fusion Hybrid chegou ao Brasil, estreando a propulsão híbrida por aqui, o preço de suas baterias chamou a atenção. Desde então o preço das baterias de íon de lítio é um comentário constante em notícias sobre híbridos e elétricos.

Um proprietário de um Ford Mustang Mach-E publicou no Reddit que as baterias do seu SUV elétricos na concessionária custam o mesmo que o próprio veículo: são US$ 42.624,22 (cerca de R$ 237.475), valor do modelo de entrada Select.

VEJA TAMBÉM:

Esse preço foi encontrado no Canadá. O site Carscoops consultou uma concessionária nos EUA, no estado da Flórida, e encontrou um valor de US$ 18.514,13 (R$ 103.149) para a bateria menor e US$ 23.648,94 (R$ 131.757) para a bateria das versões mais caras. Valores próximos aos da versão de entrada da picape Maverick.

Os fabricantes tentam reduzir o preço das baterias

bmw ix baterias
As baterias atuais são grandes, pesadas e caras (Foto: BMW | Divulgação)

A Ford já anunciou uma parceria com uma empresa especializada em reciclagem de baterias com a intenção de reduzir os custos das baterias e diminuir o impacto ambiental do descarte. No Brasil é obrigatório ter um plano para o descarte ou reciclagem das baterias feito pelos fabricantes que vendem elétricos.

Já a Toyota busca uma estratégia diferenciadas para seus híbridos: usa baterias de níquel-hidreto metálico, que são mais duráveis que as de íons de lítio. O fabricante japonês prepara baterias de estado sólido para seus carros puramente elétricos, tecnologia mais limpa de produzir e descartar, além de ser mais leve e permitir carregamentos mais rápidos.

Baterias de íons de lítio como a do Mustang Mach-E e outros carros elétricos são consideradas apenas como uma transição. A expectativa é de que nos próximos 5 anos apareçam novas tecnologias de baterias com preço menor e outras vantagens.

O post Baterias do Ford Mustang Mach-E tem o preço do próprio carro apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?