Não categorizado

Deu ruim: esses 5 carros projetados para o Brasil fracassaram no exterior

É bem comum que carros projetados no exterior sejam fabricados e vendidos no Brasil. Porém, eventualmente, a situação contrária também ocorre: alguns modelos concebidos por aqui, visando o mercado nacional, acabam sendo comercializados em outros países, até mesmo na Europa e nos Estados Unidos.

VEJA TAMBÉM:

5 carros que fracassaram fora do Brasil

Nem todos, porém, se dão bem lá fora. Existem carros que, apesar do enorme sucesso que fizeram no Brasil, fracassaram retumbantemente no exterior. E o listão de hoje é exatamente sobre eles: enumeramos 5 modelos concebidos para o mercado nacional, mas que se mostraram fiascos comerciais em países da Europa e da América do Norte. Confira!

1. Volkswagen Parati

volkswagen parati exportada para os eua como fox wagon
Volkswagen Parati foi exportada para a América do Norte como Fox Wagon

Um dos casos mais célebres de carros exportados do Brasil para o exterior é o do Voyage e da Parati: o sedan e a perua da Volkswagen foram enviados para os Estados Unidos e o Canadá, rebatizados de Fox e Fox Wagon. Porém, o que nem todo mundo sabe é que a station wagon, em especial, nunca teve, por lá, a aceitação obtida por aqui.

Nos sete anos em que foi exportada para os dois países da América do Norte, entre 1987 e 1993, as vendas totais do Fox (Voyage) ficaram apenas em cerca de 202 mil veículos. Trata-se de um volume razoável para aquele que, então, era o maior mercado de automóveis da época. Os números da Fox Wagon, porém, foram pífios: apenas 25 mil exemplares, o que fez a Volkswagen encerrar as exportações da perua precocemente, em 1989.

2. Volkswagen Fox

volkswagen fox
Na Europa, Fox está fora do mercado há uma década

Outro dos carros da Volkswagen que não repetiram no exterior o sucesso alcançado no Brasil foi o Fox. O hatch foi enviado à Alemanha e a outros mercados da Europa, mas teve carreira curta por lá: durou apenas de 2005 a 2011. O motivo foram os números de vendas abaixo do esperado: o total não passou de cerca de 176 mil unidades.

Um dos motivos do fracasso no velho continente foi a valorização do Real frente ao Euro, o que fez com que o preço do modelo, à época, ficasse mais alto que o esperado. Enquanto isso, por aqui, o Fox é fabricado até hoje, mas a produção deve ser encerrada até o fim deste ano.

3. Alfa Romeo 2300

alfa romeo 2300 rio
Plano de vendas do Alfa Romeo 2300 Rio na Europa era pra lá de confuso

O sedã 2300 foi exportado para Inglaterra, Alemanha e Países Baixos em 1978, ano no qual a Fiat assumiu as operações da Alfa Romeo no Brasil. Porém, naquele momento, a associação entre ambas as marcas italianas só havia acontecido no Brasil. No restante do mundo, inclusive na Europa, as duas empresas eram completamente distintas: em âmbito global, elas só se associaram em 1987.

Como, na Europa, a Alfa Romeo era ainda uma marca autônoma, as vendas do modelo brasileiro, chamado de 2300 Rio, eram realizadas pelo importador, fora da rede de concessionários Alfa Romeo. Seja por causa da estratégia comercial confusa ou simplesmente pela pouca aceitação do consumidor europeu, o fato é que o Alfa Romeo 2300 Rio teve baixo volume de vendas no velho continente: apenas 1.077 unidades.

4. Ford EcoSport

ford ecosport titanium nos eua frente azul
A partir da segunda geração, EcoSport se tornou um carro global

Enquanto a primeira geração do Ford EcoSport foi regional e existiu apenas no Brasil e em países da América do Sul, a segunda e última safra entrou para o rol de carros globais. O SUV compacto chegou à Ásia, à Europa e até aos Estados Unidos: só que, na América do Norte, em especial, as vendas do modelo nunca empolgaram.

Desde o lançamento, em 2017, até o ano passado, as vendas somavam pouco mais de 183 mil unidades. É um volume discreto para um mercado gigantesco como o estadunidense. Recentemente, a Ford anunciou que o EcoSport deixará de ser vendido por lá. É uma consequência do fechamento das fábricas da multinacional na Índia, de onde SUV era exportado para a América do Norte.

5. Ford Ka

ford ka 2019
Ford Ka saiu de linha no mundo inteiro

O último Ford Ka nunca conseguiu repetir o sucesso das gerações anteriores na Europa. Por lá, o modelo acabou saindo do mercado no início de 2020. No ano anterior, o número de emplacamentos não passou de 51.482 unidades. Parece muito, mas esse volume corresponde a menos de 1/4 do volume de vendas do “irmão” Fiesta.

Vale lembrar que, com o já citado fechamento das fábricas da Ford na Índia, o Ka deixou de ser fabricado no mundo inteiro. Era de lá, inclusive, que o modelo era exportado para a Europa. No Brasil, o modelo saiu de linha em janeiro último, quando a unidade industrial de Camaçari (BA) foi desativada.

Por que a Ford fecha as fábricas do Brasil, mas investe na Argentina? Boris Feldman explica em vídeo!

O post Deu ruim: esses 5 carros projetados para o Brasil fracassaram no exterior apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?