Não categorizado

Esses 5 carros da Ford foram sucesso, mas não evitaram fim das fábricas

Há um ano, precisamente em 11 de janeiro de 2021, encerrava-se abruptamente a produção de carros da Ford no Brasil. Naquele dia, a multinacional anunciou o fechamento das fábricas de Camaçari (BA) e Taubaté (SP), permanecendo no mercado apenas como importadora. Era o fim de uma história centenária no país.

VEJA TAMBÉM:

A Ford começou a operar unidades industriais no Brasil em 1919, então como mera montadora, pois todas as peças dos carros vinham do exterior, em um esquema conhecido como CKD (sigla de Completely Knocked Down). Em 1957, porém, a marca começava oficialmente a produzir no país, com a nacionalização do caminhão F-600.

Os 5 carros da Ford com maiores números de produção no Brasil

Desde então, a Ford fabricou diversos modelos de carros no Brasil. O listão de hoje relembra aqueles que somaram os maiores números de produção: todos dos 5 veículos enumerados ultrapassaram a marca de 1 milhão de unidades feitas no país. Apesar disso, não conseguiram impedir o fim das atividades industriais da marca por aqui. Confira!

1. Ford Fiesta (2 milhões de unidades)

ford fiesta 2003 vermelho de frente
Fiesta é o recordista de produção da Ford no país

Entre os carros nacionais da Ford, o Fiesta é o que detém os maiores números de fabricação: foram cerca de 2 milhões de exemplares feitos no país, somando a produção das unidades industriais de Camaçari (BA) e de São Bernardo do Campo (SP).

A estreia do Fiesta ao Brasil ocorreu em 1995, ainda como importado. Contudo, já em 1996 o modelo começou a ser feito no ABC de São Paulo. A geração seguinte inaugurou a fábrica baiana da Ford, em 2002. A última safra do hatch retornou à unidade paulista em 2013 e testemunhou o encerramento das atividades por lá em 2019.

2. Ford Ka (1,4 milhão de unidades)

dianteira ford ka especial 100 anos
Produção do Ka começou em São Paulo e terminou na Bahia

Na época do lançamento, em 1997, o Ford Ka era um subcompacto com design fora do comum, espaço para apenas quatro pessoas e dirigibilidade excepcional. Exatamente uma década depois, o hatch passou por uma remodelação que aumentou tanto as dimensões externas quanto as internas, mas preservou plataforma, mecânica e até alguns componentes da lataria.

Com a chegada de uma geração inteiramente nova, em 2014, a produção do Ka foi transferida de São Bernardo do Campo (SP) para Camaçari (BA). Maior e mais convencional, com quatro portas e opção de carroceria sedan, esse modelo foi o que teve maior aceitação comercial. A gama atingiu a marca de 1 milhão de unidades fabricadas em 2017, porém saiu de linha em 2021 com o fim das atividades industriais da Ford no país.

3. Ford Corcel (1,4 milhão de unidades)

ford corcel
Versão GT era a esportiva da gama Corcel

Praticamente empatado com o Ka, vem o Corcel: ele foi o primeiro dos carros nacionais da Ford a superar a marca de 1 milhão de unidades produzidas. Essa façanha aconteceu em 1980, quando o modelo estava na segunda geração, que compartilhava mecânica e plataforma com a primeira safra, mas ostentava uma carroceria reprojetada.

A trajetória do Corcel começou em 1968, ano de lançamento no Brasil. O projeto era originário da Willys (adquirida pela Ford em 1967) e tinha como base o Renault 12. A segunda safra surgiu em 1977, já para a linha 1978, e permaneceu no mercado até 1986.

4. Ford EcoSport (1,2 milhão de unidades)

ford ecosport flex primeira geracao vermelho de frente
EcoSport inaugurou o segmento de SUVs compactos no Brasil

Se, atualmente, os SUVs compactos caíram no gosto dos consumidores, é em parte graças ao EcoSport. O modelo praticamente criou esse segmento no Brasil, em 2003. Durante quase uma década, permaneceu sem concorrentes diretos. Porém, a segunda geração, que chegou ao mercado em 2012, enfrentou uma enxurrada de novos rivais e acabou perdendo o domínio da categoria.

Do início ao fim, o SUV foi produzido em Camaçari (BA) e compartilhou a plataforma com a gama Fiesta. Com o fechamento da fábrica nordestina, há um ano, EcoSport e Ka entraram para a história como os últimos carros da Ford feitos no Brasil.

5. Ford Escort (1,1 milhão de unidades)

Ford Escort XR3 1987
Entre meados das décadas de 80 e 90, o Escort foi o Ford mais vendido no país

O Ford Escort era um dos carros mais modernos no Brasil em 1983, quando foi lançado. O projeto europeu trazia motor transversal e carroceria com linhas aerodinâmicas para os padrões da época. O modelo presenciou o nascimento da Autolatina, em 1987, e passou a usar mecânica Volkswagen dois anos depois.

A segunda geração apareceu em 1993, mas, em 1996, ano que marcou o fim da Autolatina, a Ford transferiu toda a produção para a Argentina. Em 1997, o Escort passou por uma reformulação e adotou os sofisticados motores da gama Zetec. A gama permaneceu à venda até 2003. Entre as versões nacionais mais curiosas, estão a rara XR3 Conversível e a popular Hobby 1.0.

Por que a Ford fechou todas as suas fábricas no Brasil? Boris Feldman comenta em vídeo!

O post Esses 5 carros da Ford foram sucesso, mas não evitaram fim das fábricas apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?