Não categorizado

Etanol ou gasolina? Dicas estão erradas e prejudicam seu bolso

Volta e meia a imprensa noticia em quais estados é mais vantajoso abastecer com etanol. Ou gasolina.

Nas últimas semanas, o derivado da cana toma uma surra do fóssil quase no país inteiro pois ainda estamos em final de entressafra e seu preço subiu exageradamente. A informação estampada em jornais, revistas e sites é, geralmente: “De acordo com levantamento feito pela ANP, só é vantajoso abastecer com etanol em dois estados brasileiros”.

VEJA TAMBÉM:

Notícia duplamente falsa.

Primeiro, porque a ANP não divulga onde é melhor ou pior abastecer com etanol (ou gasolina). O levantamento periódico realizado pela agência simplesmente determina os preços dos dois combustíveis nos postos em todo o país. Mas não faz recomendação nenhuma.

A imprensa, a partir dos valores levantados pela ANP, faz as contas do custo por km rodado com etanol e gasolina. E determina o mais vantajoso a partir da falsa premissa de que o consumo com etanol é 30% maior que o da gasolina.

A regra (errada) para os cálculos seria então: se o etanol custar até 70% do valor da gasolina, vale a pena abastecer com ele.

Este percentual, apesar de falso, é utilizado oficialmente até em cartazes informativos afixados em bombas dos postos. Neles estão registrados os preços do litro de cada combustível e se alerta para o limite de 70% que indica vantagem financeira abastecer com o etanol.

Por que ‘falsa premissa’?

Porque este percentual foi estimado em 2003, no lançamento do carro flex. A partir de testes de consumo não muito rigorosos nem padronizados, como são realizados hoje. Além disso, nestes últimos 18 anos foram muitas as modificações em motores, etanol e gasolina.

Então, 70% não significa mais nada. Quando muito, um valor aproximado entre as diferenças de consumo das dezenas de modelos comercializados no nosso mercado.

Prova disso é que basta conferir os valores registrados pelo sistema de etiquetagem do Inmetro (Conpet) para se perceber que a diferença de consumo entre os modelos avaliados chega a variar em até 11 pontos percentuais (65% a 76%) entre diversos automóveis.

O Hyundai HB20, por exemplo, registra consumo de etanol apenas 24% maior que a gasolina. Então, se o combustível vegetal estiver custando até 75% do fóssil, ainda seria vantajoso, financeiramente, abastecer com ele. O 70% não vale, neste caso

Mas, alguns modelos “importados”, como Mercedes (que teve motor adaptado para flex enquanto produzido aqui), navegam em sentido contrário e registram consumo de etanol bem superior aos 30%: pela etiqueta do Inmetro, é cerca de 35% maior que o da gasolina. Ou seja, abastecer com o combustível de cana só compensaria com preços até 65% do derivado do petróleo. Quem seguir os 70% vai perder dinheiro.

etiqueta consumo de combustivel programa inmetro

 Outros critérios

Vale lembrar que a vantagem financeira não é critério exclusivo para se decidir pelo combustível ideal do carro flex.

Não são poucos os motoristas que preferem a gasolina pois, por ter consumo menor, o carro ganha autonomia e pede paradas menos frequentes no posto.

Outros abastecem exclusivamente com o etanol por dois motivos, também independentes do custo:

  1. O motor ganha potência e o carro em desempenho;
  2. Em termos ecológicos, o combustível derivado da cana é bem mais limpo. Considerando o ciclo completo, do crescimento da planta até o escapamento do carro, pode-se dizer que não há saldo positivo em emissões de CO2.

E outros critérios.

Há quem prefira dividir (50/50) o abastecimento entre os dois combustíveis, ganhando um pouco de desempenho sem prejudicar muito a autonomia. E também os motoristas que só abastecem com a gasolina antes de viajar, pois consideram importante parar um mínimo na estrada, evitando postos desconhecidos. Neste caso, a autonomia fala mais alto.

E ainda uma outra opção, esta para os dias mais frios: alguns  que só rodam com etanol, misturam cerca de 20 a 25% de gasolina para evitar dificuldades ao ligar o motor nas manhãs com temperaturas abaixo de 15º Celsius. Pois nos carros flex ainda equipados com o tanquinho de gasolina para a partida a frio, aborrecimento quando o tempo esfria é quase certo…

O post Etanol ou gasolina? Dicas estão erradas e prejudicam seu bolso apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?