Não categorizado

Gerador de H2: bateria para o… beleléu

Quanto mais cara a gasolina, mais aparece picareta oferecendo aparelhos mirabolantes para reduzir o consumo do motor. Anunciavam, antes, 20% de redução. Agora, 40%. Aumentou a madeira na cara de pau!

Alguns anunciam que o aparelho interfere na orientação magnética das moléculas do combustível, propiciando melhor combustão. Um destes é o Magnus Flex, que diz ter sido testado por um engenheiro da ABVA (Associação Brasileira de Veículos Automotivos). Que ninguém conhece, pois não existe….

Outro golpe comum é o do gerador de hidrogênio, pois o H2 é realmente um combustível. Porém, não precisa ser doutor em física para saber que a energia elétrica (que vem da bateria do carro) necessária para tirar o H2 (hidrogênio) da água (H2O) é maior que a fornecida para o motor.

VEJA TAMBÉM:

Ou seja, o tal gerador realmente funciona a partir de uma reação química chamada hidrólise e gera mesmo H2 para o motor. Então, qual é a pi-ca-re-ta-gem? É que as contas não fecham, e a bateria vai logo, logo, para o… beleléu.

O post Gerador de H2: bateria para o… beleléu apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?