Não categorizado

Mazda não quer saber de híbrido, elétrico ou turbo para o próximo MX-5

O carros apenas com motor a combustão estão com os dias contados no exterior. As novas normas de emissões são exigentes a ponto de algum tipo de conjunto híbrido se tornar essencial para os novos modelos. A Mazda, entretanto, ainda quer manter a fórmula original do roadster MX-5 na próxima geração.

O Mazda MX-5 nasceu como um esportivo simples, leve e barato, evocando o espírito do Lotus Elan de 1962. Sistemas híbridos, propulsão puramente elétrica e turbocompressor ajudam no desempenho, mas acrescentam peso e complexidade aos carros. O fabricante japonês presa mais pela experiência de dirigir que por números de desempenho com o MX-5.

VEJA TAMBÉM:

O Mazda MX-5 será eficiente e divertido

A informação foi levantada pela revista britânica Autocar. O chefe de design da Mazda, Ikuo Maeda, disse em entrevista que busca sempre a melhor mecânica para manter o peso baixo. Mas devido aos requerimentos legais, estão explorando várias opções.

mazda mx 5 100th anniversary branco traseira
O MX-5 atual já pesa menos de 1 tonelada na versão de entrada e os engenheiros querem mantê-lo assim (Foto: Mazda | Divulgação)

A opção mais cotada pela revista é o motor Skyactiv-X. Esse motor é um 2.0 à gasolina que usa taxa de compressão altíssima (16:1) para queimar o combustível de forma mais eficiente. Em algumas faixas de operação a combustão é espontânea, sem precisar das velas de ignição. Um pequeno compressor mecânico do tipo roots trabalha para aumentar o tempo do ciclo de admissão e deixa a mistura mais pobre.

O motor Skyactiv-X já é usado no Mazda3 e no CX-30, onde produz 179 cv e 22,8 kgfm. Isso quando aplicado a um hatchback médio, no MX-5 o acerto pode ser diferente e render mais potência. No roadster esse motor será aliado a um cambio manual, com um automático sendo oferecido como opcional.

Outro fator importante para a Mazda é o peso baixo. Todos os seus modelos estão ficando mais leves nas novas gerações e o elétrico MX-30 pesa menos que elétricos similares. O MX-5 atual já pesa 961 kg na versão 1.5 de entrada e 1.058 kg na versão 2.0, será interessante ver se irão manter um peso similar ou se conseguirão abaixar ainda mais.

Não é apenas a Mazda que quer salvar os motores à combustão:

O post Mazda não quer saber de híbrido, elétrico ou turbo para o próximo MX-5 apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?