Não categorizado

Saudades, gasolina barata: veja 10 carros nacionais com maiores motores

Alguns entusiastas de automóveis costumam dizer que “quem gosta de motorzinho é dentista.” O caso é que, com os preços dos combustíveis nas alturas, unidades de baixa cilindrada tendem a ganhar cada vez mais espaço. Com bons números de potência e torque, graças às tecnologias atuais, eles devem relegar os similares maiores ao passado. Em tom de nostalgia, relembramos hoje os 10 carros com os maiores motores já feitos no Brasil.

VEJA TAMBÉM:

O que vale aqui é tamanho: a relação leva em conta unicamente a cilindrada, e não aspectos como potência e torque.  Ademais, todos os modelos da lista são automóveis: veículos utilitários, picapes ou comerciais ficaram de fora. E, claro, todos são nacionais e movidos a gasolina. Explicados os critérios, conheça os 10 carros com os maiores motores do país!

1. Dodge 5.2 V8

dogde dart 1971
Motor V8 da linha Chrysler é o maior já feito para automóveis no país

O título de maior motor já feito no Brasil é do V8 da Chrysler: originário de uma família conhecida como LA, deslocava nada menos que 5.212 cm³. Essa mecânica equipou todos os veículos conhecidos como “Dodjões”, entre os quais Dart, Charcher, Magnum e Le Baron. Curiosamente, mais de uma década depois, a mesmíssima unidade, modernizada com injeção eletrônica e outros aperfeiçoamentos, equipou a versão R/T da picape Dakota nacional.

2. Ford 4.9 V8

ford maverick gt v8 de frente fazendo curva
Desempenho proporcionado pelo V8 fazia do Maverick um esportivo de respeito

O segundo colocado do ranking é um V8 de origem Ford com nada menos que 4.942 cm³ de cilindrada, que faz parte da família Windsor. O primeiro modelo a ostentá-lo foi o Maverick, mas, a partir da linha 1976, ele passou a equipar ainda o Galaxie e o Landau. Alguns carros fora de série brasileiros, como o Glaspac Cobra e o Concorde, também receberam esses motores.

Ford Maverick V8 é cobiçado atualmente, mas modelo foi um fracasso nos anos 70: Boris Feldman conta essa história em vídeo!

3. Ford 4.8 V8

ford galaxie
Ford Galaxie era grande até na mecânica

Este motor V8 Ford do listão não tem relação com o V8 Windsor: ele integra uma linhagem mais antiga, conhecida como “Y Block”, devido ao formato do bloco. No Brasil, ele equipou o Landau, a partir da linha 1969, e chegou ao Galaxie no ano-modelo seguinte; também movimentou a picape F-100. A cilindrada era de  4.778 cm³.

4. Ford 4.5 V8

ford galaxie 500 e ltd 1969 1
Galaxie teve diferentes opções de motores, mas todos V8

Eis uma variação do motor V8 Y-Block, com a cilindrada reduzida para 4.465 cm³, devido ao aumento do diâmetro dos cilindros. Essa unidade equipou o Galaxie desde o lançamento, em 1966, até 1970, e também esteve presente na F-100.

5. Chevrolet 4.3 de 6 cilindros

carro mais bonito brasinca uirapuru
Fora de série nacional tinha mecânica Chevrolet

O primeiro motor de seis cilindros do listão é um Chevrolet com 4.278 cm³ de cilindrada. Essa unidade equipou diversos utilitários da marca feitos por aqui, além da Amazona e da Veraneio, precursoras dos SUVs. Mas vale lembrar também que ele foi parar embaixo do capô do Brasinca Uirapuru, um dos primeiros esportivos nacionais: nesse modelo, recebeu preparações que incluíam comando de válvulas mais “bravo” e até três carburadores!

6. Chevrolet 4.1 de 6 cilindros

chevrolet opala diplomata 1991 preto de frente
Motor 4.1 da Chevrolet ficou para sempre associado ao Opala

No Opala, a Chevrolet utilizou uma geração mais nova do propulsor de 6 cilindros em linha que até então era adotado na gama de utilitários. Entre as evoluções, trazia sete mancais. em vez de quatro, e era mais leve. A configuração mais famosa desses motores tinha 4.093 cm³ e equipou Opala, Caravan, Omega e Suprema, além de utilitários e até alguns carros fora de série, como o Santa Matilde e Puma GTB.

7. Chevrolet 3.8 de 6 cilindros

chevrolet opala 1969 cinza de frente
Opala chegou ao mercado com motor 3.8

Quando chegou ao mercado, em 1968, o motor de seis cilindros em linha do Opala tinha deslocamento ligeiramente menor. A cilindrada era de 3.768 cm³ devido ao curso mais curto dos pistões. Essa variação ficou poucos anos em produção e não chegou a equipar outros modelos.

8. Willys/Ford 3.0 de 6 cilindros

ford maverick super cinza de frente com home pescando
Motor de seis cilindros do Maverick tinha alto consumo e baixo desempenho

Aqui, um exemplo de que tamanho não é, necessariamente, documento. O seis cilindros Hurricane de 3.016 cm³ era um projeto Willys e estreou no Brasil sob o capô do luxuoso sedã Itamaraty. Quando a Ford adquiriu a marca concorrente, passou a oferecê-lo no Maverick: com alto consumo e baixo desempenho, foi uma das causas do fracasso comercial do modelo. Esses motores ainda equiparam alguns carros utilitários, como Jeep e Rural.

9. Chevrolet 3.0 de 6 cilindros

chevrolet omega cd 1
Omega ofereceu motor 3.0 por pouco tempo

O Omega chegou ao mercado com um motor de seis cilindros em linha de origem Opel: com 2.968 cm³ de cilindrada, foi um dos maiores a equipar um automóvel nacional. Essa mecânica foi oferecida no Brasil por cerca de dois anos, apenas, até ser substituído pelo tradicional 4.1 da Chevrolet. Além do sedã, equipou somente a perua Suprema.

10. Volkswagen 2.8 V6

carros raros volkswagen golf gti vr6 br spec 1
Golf GTI VR6 é um nacional extremamente raro

No início dos anos 2000, a Volkswagen vendia no Brasil o Golf GTI equipado com motor 1.8 turbo de quatro cilindros, mas exportava exemplares equipados com o 2.8 de seis cilindros. Em 2003, o fabricante ofereceu essa mecânica em uma série superespecial, limitada a 99 exemplares, com body kit exclusivo e carroceria de duas portas. O propulsor é conhecido como VR6, devido ao pequeno ângulo de inclinação dos pistões.

O post Saudades, gasolina barata: veja 10 carros nacionais com maiores motores apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?