Não categorizado

Veja a Hilux mais insana do mundo: V12 biturbo e torque de caminhão

Picapes esportivas não são novidades. Tradicionalmente são feiras por americanos, equipadas com poderosos motores V8 — ou o V10 do Dodge Viper no caso da Ram SRT-10. O sul-africano Francois Fritz, dono da FatBoy Fab Works, decidiu usar uma fórmula diferente nessa Toyota Hilux: instalou um motor V12 na picape média.

Ao contrário da Hilux com motor V8 AMG que mostramos em agosto, esse projeto é mais insano e tem proposta mais voltada para as pistas. O motor V12 é o 1GZ da Toyota, o único do tipo à gasolina já feito no Japão. O motor veio para substituir o 3.0 diesel original, que estava preparado e foi vendido.

VEJA TAMBÉM:

Doze cilindros em uma Hilux

Esse motor V12 foi criado para o sedã luxuoso Century com a proposta de ser extremamente suave, se se preocupar com o desempenho. Mas os preparadores descobriram que o V12 japonês se dá bem com um par de turbocompressores. E foi exatamente isso que Fritz fez na Hilux.

O foco da preparação foi o desempenho, a estética ficou em segundo plano (Foto: Facebook | Reprodução)
Esse motor foi feito para empurrar um luxuoso sedã com suavidade, mas aguenta preparações pesadas (Foto: Facebook | Reprodução)

Originalmente o 1GZ produzia 312 cv, após a instalação dos dois turbos Garrett GT35 foram medidos 546 cv nas rodas. O torque ficou em monstruosos 98,8 kgfm. A suspensão recebeu preparação esportiva e um conjunto de rodas e pneus mais apropriados para a pista forma instalados.

A Hilux V12 participou de uma competição de subida de montanha, onde conseguiu fazer um tempo bom. Mas ficou em apenas uma única tentativa devido a problemas elétricos. Ainda assim, a Hilux V12 conseguiu chamar atenção em um evento com tamanha diversidade de carros.

No Brasil existe uma coleção de picapes Dodge, com motorzões V8 e V10:

O post Veja a Hilux mais insana do mundo: V12 biturbo e torque de caminhão apareceu primeiro em AutoPapo.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?