Não categorizado

Vendas de carros novos crescem, mas número ainda é preocupante

Vendas de carros novos

De acordo com dados apurados pela Autoinforme, o número de vendas nos primeiros meses deste ano subiram 32% em comparação ao mesmo período do ano passado. Este dado traz uma sensação que o mercado de automóveis está voltando a ficar aquecido, mas não é bem assim. O cenário ainda é preocupante, visto que o número abaixo das expectativas do mercado.

Vendas de carros novos 

Os dados da empresa mostram que foram emplacados 1.006.685 veículos. Só para ter uma ideia, o mesmo relatório, divulgado em julho de 2020, mostrou que 763.222 unidades foram comercializadas na primeira metade do ano. Vale lembrar que àquela altura, já estávamos enfrentado a pandemia da COVID-19.

Mas nem tudo são flores. Este número ainda é menor que o divulgado pelo índice em 2019. Entre janeiro e junho daquele ano, foram registradas 1.248.843 vendas.

Vendas de carros novos
(Foto: Divulgação/Stellantis/Fiat)

Além disso, existe a possibilidade das estimativas de vendas de carros novos não serem atingidas. Elas são apresentadas normalmente em janeiro. Para este ano, a Fenabrave, que representa as concessionárias, estimava que seriam comercializados 2.258.872 veículos.

Agora,  ela acredita que o ano termine com 2.159.636 unidades comercializadas entre automóveis de passeio e comerciais leves. Levando em conta todo o setor, o número passou de 3.546.712 para 3.455.080.

E não faltam motivos para esta queda. Além da pandemia estar causando um enfraquecimento da economia, boa parte das fábricas estão enfrentando problemas com o fornecimento de peças, em especial os semicondutores. A Chevrolet, por exemplo, não sabe quando a poderá normalizar a produção do Onix, do Onix Plus e da Tracker em sua fábrica localizada em Gravataí-RS.

Leia mais: Ford fecha mais uma de suas operações no Brasil

(Foto: Divulgação/Chevrolet)

Do mesmo modo, a Hyundai, a Volkswagen, a Nissan e a Honda também sofrem (ou já sofreram) com a falta do componente.

Dobradinha da Fiat

Outros dados relevantes foram divulgados pela Fenabrave. Comparado ao mês de maio, a venda de carros novos caiu. Segundo a tabela, foram emplacados em junho 169.589 unidades – contra 175.391 de maio. Ou seja, uma retração de 3,31%.

Vendas de carros novos
(Foto: Divulgação/Stellantis/Fiat)
(Foto: Divulgação/Hyundai)

Agora, o ranking de emplacamentos confirmou algumas informações das projeções divulgadas pela Fenabrave. Uma delas é a dobradinha da Fiat. A Strada terminou o mês na primeira posição (9.697 unidades). O Argo vem logo atrás (9.382). Fechando o top 5 está o Hyundai HB20 (7.609), o Fiat Mobi (7.529) e o Jeep Renegade (7.504).

Outro destaque é a queda do trio fabricado pela GM no Rio Grande do Sul. Contando apenas os automóveis, o Onix terminou na 17ª posição (2.532 unidades). Já o Onix Plus fechou na 30ª colocação (1.525 unidades). Por fim, o Chevrolet Tracker terminou em 33º (990 unidades).

 

 

Pedro Giordan

Pedro GiordanJornalista graduado pela Universidade Metodista de São Paulo em 2017. Redator do Garagem360 desde abril de 2021. Anteriormente, trabalhou em redação jornalística, assessoria de imprensa, blog sobre futebol e site especializado em esportes.

O post Vendas de carros novos crescem, mas número ainda é preocupante apareceu primeiro em GARAGEM 360.

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Vamos conversar?